Páginas

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Beep beep, beep beep yeah



Esperava
...
Conforme o tempo passava
Aquilo lhe afligia


Quando o que esperava chegava
...
Ela subia


Sentava sempre à esquerda
Por quê?
Não sabia


A janela era seu lugar preferido
...
Podia notar o que nunca notava
Podia olhar o que nunca olhava
Podia ver o que ninguém via

Observava o mundo
Atenta a tudo
Já que...
Não vivia


Pessoas, carros, animais, vitrines e luzes
Passavam por ela
Todo o dia


Às vezes olhar para tudo aquilo já não lhe satisfazia
O livro talvez lhe confortaria
...
Bons e velhos amigos


Há ainda quem diga:
Também leio livros, muitos livros:
 Mas com eles...
Aprendo menos do que com a vida

2 comentários:

Tempestade Interior disse...

Muito criativo!

Lembrei um trecho da música de Ana Carolina:

"Olho a cidade ao redor
E nada me interessa
Eu finjo ter calma
A solidão me apressa [...]"

Fran disse...

:)

Postar um comentário

 
Header Image by Colorpiano Illustration